X 22bet

Analise de jogos de futebol

Enrico NazaréAutor da publicação: Enrico Nazaré

DESTAQUES

DESTAQUES

JOGADORES

JOGADORES

Como surgiu?

Como surgiu?

Inicialmente, a ideia transformar em informação compreensível conjuntos enormes de dados como a lista completa de gols de craques como: Pelé, Messi, Cristiano Ronaldo, Romário e Ronaldo. Dessa forma, fazer com que estas intermináveis listas de gols pudessem ser detalhadas de forma com que se pudesse ter um panorama detalhado de tanta informação: em que ano, quantos, contra quem?

Posteriormente, com o crescimento em popularidade, outras ideias e modelos de conteúdos foram sendo agregados à plataforma, como o Raio-X do Brasileirão. Nele, por exemplo, diversos rankings e estatísticas da primeira divisão do futebol brasileiro são apresentados de forma mais completa e detalhada do que simplesmente a tabela de classificação. Dessa forma, é possível analisar a competição de maneira mais minuciosa, analisando-se os números do campeonato em diversos contextos, como:

  • ranking de ataques e defesas
  • desempenho por mando de campo
  • desempenho em diversos trechos (últimas 6 rodadas, desempenho por turno)
  • Jogos em que não sofreu gol
  • Jogos em que não marcou gol

Com o passar do tempo, no entanto, futdados passou a buscar ser referência no Brasil em termos de números de jogadores. Assim, portanto, tem também a missão de servir como guia para aqueles que procuram informações detalhadas sobre determinado atleta, como total de gols, jogos e assistências na carreira.

Finalmente, todo este conjunto de dados e informações também pode ter utilidade para aqueles que são apaixonados ou buscam conhecer o mercado de apostas esportivas.

Por que a análise de dados está revolucionando o futebol?

Por que a análise de dados está revolucionando o futebol?

Se você é um amante do futebol, como imaginamos que seja apenas por estar nesse blog, deve já ter ficado abismado diante de um placar improvável. E ter pensado: “Esse time teve sorte”. Normal.

Acreditar cegamente na imprevisibilidade do futebol é o senso comum. Afinal, quantas palavras e expressões existem no futebol para justificar o extraordinário? Deu Zebra? Azarão? É uma caixinha de surpresas?

Mas o que aconteceria se dissermos que não existe sorte no futebol? E sim, projeção matemática? O seu mundo ia cair? Bom, fique tranquilo. O futebol é um esporte maravilhoso justamente pela sua imprevisibilidade. Sempre vai existir um fator sorte. Isso nunca vai mudar.

O que mudou foram os avanços dos conhecimento, da tecnologia, da análise, coleta e medição de dados performáticos dos jogadores através de GPS. A matemática explica o futebol.

E hoje em dia, isso pode ser comprovado numericamente. E mais: os números podem mudar o rumo de uma partida inteira. Curioso? Vamos contar um pouco sobre como funciona a análise de dados performáticos no futebol.

Análise de dados performáticos no futebol: O que é isso?

Análise de dados performáticos no futebol: O que é isso?

20 de março de 2016. Estádio do Bessa, na cidade do Porto, Portugal. No acréscimo de dois minutos de partida, o Benfica faz um gol em cima do Boavista e ganha o campeonato.

Enquanto uns pensaram o tradicional “sorte”, o treinador responsável pela preparação física dos jogadores pensou: “Matemática”.

Paulo Morão utilizava os dados dos jogadores para montar os treinos, substituir ou manter um jogador em campo. Todo futebolista tem uma base numérica. Os dados permitem quantificar os indicadores e ajudar na tomada de decisão.

Acontece em Portugal, na Espanha, na Inglaterra e na Alemanha. A análise de desempenho é uma área consolidada há muitos anos no futebol europeu. A parte boa é que aos poucos, está chegando por aqui também.

A figura do analista de desempenho anda despontando nos times. Qual a sua função? Primeiro, observar os quatro momentos do jogo (defesa, ataque, transição ofensiva e defensiva).

Depois, analisar os princípios e fundamentos do futebol de forma coletiva e individual e buscar identificar padrões de comportamentos das variações nas equipes adversárias.

Essas análises são feitas de duas formas:

Qualitativa: Análise de vídeos para entender claramente a dinâmica ocorrida no jogo e o comportamento das equipes. Justamente porque é possível analisar passo a passo através de imagens de tudo o que aconteceu em uma partida.

Quantitativa: Diz respeito aos números em si. Ou seja, transforma as ações ocorridas em uma partida em dados estatísticos de cada jogador. Tanto individualmente quanto do time inteiro.

Por que apostar na análise de dados no futebol

Na Europa, os departamentos de análise de desempenho dos clube são mais estruturados do que os que encontramos por aqui. Lá existem três pilares: análise da própria equipe, análise dos adversários e captação de atletas.

No futebol de hoje, é essencial que existam profissionais que realizam esse tipo de análise nos clubes. Permite reconhecer as características da sua própria equipe e dos adversários.

Afinal, como escreveu Sun Tzu na A Arte da Guerra: “ Conheça seu inimigo e conheça a si mesmo e em 100 batalhas, nenhuma oferecerá perigo”.

Não estamos falando de copiar os clubes europeus. E sim, reconhecer a importância que esse trabalho possui dentro do futebol. E de que forma auxilia o time nos resultados esportivos.

Algo muito importante nesse contexto são as tecnologias disponíveis no mercado para que os profissionais possam realizar esse trabalho.

Hoje em dia, a análise de dados no futebol ajuda a dissecar uma partida.

Transforma-se os dados brutos em números e gráficos que possam verdadeiramente auxiliar os analistas e treinadores a descobrirem o que fez o time vencer – ou perder.

A cada dia surgem mais analistas de desempenho nos clubes brasileiros.

O ideal seria que cada clube tivesse a sua própria área estruturada, com condições para desenvolver trabalho mais aprofundado no futebol – com um maior número de profissionais envolvidos.

Como a tendência é que um número maior de clubes partam para a gestão profissional no futebol brasileiro (ainda que seja lenta), é natural que a área de análise de desempenho também tenha sua importância cada dia mais consolidada por aqui.

E o Joga veio para incentivar isso. Não perca tempo e dê uma olhada no nosso app!! E incentive seu amigo, independente do perfil, a alcançar um patamar superior. Compartilhe nas redes sociais com a hashtag #wearejoga!

Trading: Como Analisar ao Detalhe Um Jogo de Futebol

Entenda como é feita a análise de uma partida de futebol no trading esportivo. Abordaremos um assunto muito interessante, ainda mais para as pessoas que estão começando agora nesse mundo das apostas desportivas.

Como analisar uma partida de futebol no trading esportivo?

Existem vários fatores que podemos analisar durante ou até mesmo antes da partida de futebol. Iremos falar um pouco mais de quais fatores que levamos em maior consideração para a realização da análise no trading esportivo.

Os fatores mais importantes para que possamos realizar a análise

Primeiramente vamos precisar dividir em duas etapas para que fique mais fácil de se compreender. Uma delas é a parte pré live e a outra é a live.

Um fator apenas que é preciso diferenciar é o fato que o trading pré-live e trading live são diferentes, assim como suas noções do que é valor.

Como foi dito, o trading pré-live enxerga valor da mesma forma que o mercado punter, ou seja, no preço positivamente discrepante da probabilidade considerada real, enquanto no trading live, o valor se encontraria em uma “situação”. Porém ambos são regidos pela mesma orquestra: a teoria do mercado eficiente, que com nossa interpretação de certas informações, nos faz apostar em determinadas linhas e assim mover odds e consequentemente essas linhas. É uma teoria pessoal sobre o assunto, com pouco crédito, pois a maioria ainda enxerga o trading em critérios de valor da mesma forma que o mercado punter. Assim, ignorando por completo a lógica presente nas ações no mercado e também a própria teoria do mercado eficiente, mesmo não sendo definitiva, é oscilante e existe em determinados momentos, sendo constante no evento ao vivo, ainda que de uma forma subjetiva.

Os princípios do trading com o foco no Pré Live é o mesmo de um punter no futebol.

A principio é preciso apenas encontrar uma cota que provavelmente irá ganhar valor ou perder, ou seja oscilar e assim ficar do lado certo da linha. O Valor dito aqui é o de número de apostas, pois quando uma COTA é massacrada por apostas ela irá cair e nisso ganhará muito valor, ou seja, ficará supervalorizada, isso não quer dizer que ela tenha valor em longo prazo, pois o próprio nome sugerido sobre o termo “supervalorizado” nos diz que aquilo ganhou um valor quase irreal, ou irreal de fato e perde valor para investimento no longo prazo.

Valorizando demais ou perdendo valor.

O mais simples não é ESPECULAR e entrar no “achismo”, pensando sobre qual time é melhor, que aquele time vai vencer e outras tantas coisas que nada nos ajudam no final das contas. O mais simples seria seguir o mesmo raciocínio de qualquer punter de sucesso: encontrar valor em uma aposta e pegá-la assim que o mercado abrir.

Os traders profissionais derrubam as cotas que têm valor. Pois atrás deles vem outros tantos apostadores, seguidores que vão massacrar aquela cota, fazendo o mercado oscilar.

Regras básicas

  • 1. Escolha sempre Ligas que você tenha acesso a todo o tipo de informação possível.
  • 2. Esteja a par de toda a situação da liga e dos confrontos que irão acontecer antes das odds para aquela Rodada ficarem disponíveis.
  • 3. Trabalhe sempre na abertura do mercado. Essa é a regra vital. Fique atento sempre quando as odds abrirem e se mantenha informado sobre tudo a respeito que acontece nessa liga, para assim que abrir o mercado você saber se a linha é justa, vantajosa ou injusta. E assim terá vantagem sobre outros apostadores na hora de tomar a sua decisão. E pegará odds melhores. Saindo na frente de muitos. E como sua preferência é fechar a posição antes do evento começar, pegar a cota na abertura, na maior cotação possível é algo VITAL e Lucrativo.
  • 4. Procure por valores explícitos. Algo que todos possam ver com maior clareza. Pois ao contrário de um punter, você quer fechar essa aposta logo. Então será mais fácil quando todos conseguirem ver com mais facilidade um valor naquela aposta.

Abaixo os princípios para uma decisão conforme o peso. Quanto menor o número atribuído maior o peso na escolha.

Fatores com maior influência:

1º Pagamentos atrasados

Hoje em dia escolhemos apenas algumas ligas onde temos um acesso maior a informação, isso é um principio fixo, você deve sempre trabalhar com ligas que você tenha a mão sempre o maior número de informações possíveis. Ou ter contato com quem as tenha. Por isso a interação entre apostadores do mundo todo é algo de um valor inestimável.
No caso assim, tendo acesso a estas informações, você consegue saber por exemplo, se os salários estão em dia, se houve atraso. Ou se o clube está em situação financeira precária. Pois no futebol o que manda e desmanda é o dinheiro. Clubes com uma situação financeira ruim e salários atrasados podem sofrer boicotes. Quase sempre sofrem. Fiquem sempre atentos a isso. É o que mais vai pesar na decisão de vocês.

2º Grupo rachado

Além da falta de pagamento existem outras coisas que podem fazer um grupo se voltar contra seus comandantes ou contra seus colegas de trabalho. Um clima ruim entre certos jogadores. Um desacerto de pensamento entre o grupo e o treinador. Entre desconfortos com salários atrasados são motivos para rachar um grupo e dividir as opiniões internas. Fiquem atentos a isso.

3º Escalação

Quando um clube joga mais de uma competição ao mesmo tempo é normal poupar jogadores e preservar algumas peças do elenco. Outras vezes temos problemas com lesões, chamadas para a seleção e suspensões que vão influenciar muito na hora da grande maioria tomar uma decisão sobre aquela aposta. Aqui como tarders e também como um apostador punter, você está nem ai para quem vai vencer esse confronto de fato, um punter procura o valor na aposta e você trader vai procurar o mesmo, a diferença é que você quer que ela oscile logo para você poder fechar a posição, então encontrar algo mais explicito é sempre mais seguro para operar.

4º Motivação

Em certos momentos a motivação para o elenco de um clube vencer aquele confronto pode ser muito forte. E falo mais do ponto de vista monetário. Pois os clubes já dão o velho, “bicho” por um objetivo alcançado, uma remuneração extra para bater uma meta, mas às vezes esse valor é algo muito atraente, algo que pode motivar ainda mais o elenco. Fora essa motivação financeira, tem a motivação por pressão da torcida, dirigentes e tudo mais. Mas essa é mais difícil de palpar. A melhor situação vai ser sempre essa combinação de uma motivação por pressão com uma quantia financeira muito atraente no meio. E temos que levar em conta a total falta de motivação também.

5º Mando de jogo

Às vezes uma equipe tem que jogar fora de seu estádio, fora de sua casa e mesmo tendo o mando de campo, acaba enfrentando o adversário em um campo Neutro e às vezes, esse campo neutro acaba ficando em regiões onde o maior número de torcedores são da equipe adversária. Nisso temos uma inversão do mando de campo, que poderá ser decisiva no final das contas.

6º A fase

A fase da equipa também vai ser determinante na hora da grande maioria tomar a sua decisão de aposta. E temos que lembrar que não vamos entrar no LIVE desse confronto, o que queremos é que a massa apostadora faça a cota que pegamos oscilar para o lado lucrativo. Assim a fase da equipe sendo boa ou ruim vai influenciar muitas decisões de aposta, então às vezes mesmo sendo uma cota MENOS EV ela deve variar, não impede que isso aconteça e você fica livre para pegar qualquer cotação nesse sentido.

Analisando as partidas ao vivo

As partidas em live nos dão uma grande quantidade de informações qualitativas sobre o que se passa em campo. Tais informações são tão importantes que não se torna necessário dedicar tanto tempo nas análises pré-live. Podemos afirmar que não é um estudo pré-live que vai fazer você ter consistência. Ele pode sim te ajudar nessa questão, mas não é o fator principal.

Primeira coisa a analisar em “live” é se a expectativa pré-jogo corresponde à realidade do que se passa em campo. Isto é, verificar se as odds iniciais estão de acordo com o que se passa em campo.

Imagine um time com uma odd de @1.50. Sua característica principal é jogar pressionando o adversário dentro de casa. Se a partida iniciar dessa forma, significa que a expectativa corresponde à realidade. Logo, as odds iniciais estão de acordo com o que se passa em campo.

Agora invertendo o cenário…

Imagine que essa mesma equipa não está pressionando como de costume — ou até mesmo está sendo pressionada. Nesse cenário acontece a correção ou ajuste de odds. A odd inicial de @1.50 não condiz com o que se passa em campo, portanto, ela irá subir e a odd de seu adversário irá descer.

Mas esse é só um exemplo, pois existem correções diferentes para cada partida. É preciso algum tempo de tela e conhecer um pouco as equipes para entender se realmente haverá correção de odds ou não.

O que devemos procurar analisar em uma partida de futebol?

Os principais fatores que devemos nos atentar ao analisar uma partida, são as características das equipas, como por exemplo:

Contra ataque
  • Um time com características de contra ataque pode facilmente aparentar uma suposta inferioridade em campo e levar ao erro um trader com uma experiência menor.
Posse de bola
  • PTambém é um fator muito analisado, porém é preciso ter cuidado pois há diferentes formas de posse. Um time pode ter a posse, mas pode não estar conseguir penetrar na defesa para agredir o adversário.
Ataque e defesa
  • Jogos entre dos times com características de ataque podem tornar a partida muito aberta, com grande expectativa de gols. O oposto ocorre em times com o estilo de jogo mais físico, que priorizam a defesa, com uma expectativa mais baixa de gols.
Bolas paradas
  • Times com características de um jogo mais físico, que costumam utilizar a bola parada como uma arma, também devem ser bem analisados. E assim por diante.
  • Essas características influenciarão em nossas tomadas de decisão no mercado. Assistindo uma grande quantidade de jogos, você passa a entender se a equipe é boa nas bolas paradas. Se a equipe joga no contra-ataque. Se podemos confiar na defesa da equipe e etc.
  • Portanto, percebendo esses detalhes, conseguimos ter uma boa análise do que fazer durante a partida de futebol.

Podemos concluir sobre as análises

São importantes, mas para cada pessoa têm um grau de importância diferente. Tem pessoas que preferem o pré live, outras já gostam mais do live. Mas encontrar a que melhor se encaixa no seu perfil e que dá bons retornos a longo prazo é fundamental.

Finalmente, para que possa aplicar essas análises da melhor forma possível, subscreva a um dos planos do TDS e tenha acesso às melhores tips como primeiro passo (e talvez o mais importante). E, para não perder nada, basta entrar no nosso canal no Telegram aqui abaixo.

De Norte a Sul do país, passando pelas ilhas, a 22.ª e última jornada da primeira fase do Campeonato de Portugal (CP) realiza-se este fim-de-semana. Vão conhecer-se todos os oito apurados para a fase de subida à II Liga e os 32 clubes que vão disputar a fase de acesso à nova Liga 3, competição que vai tornar-se, em 2021/2022, o terceiro escalão do futebol português, entre a II Liga e o CP e cujo formato foi conhecido esta semana.

Já estão apurados cinco clubes para a disputa da subida à II Liga – Sp. Braga B, Pevidém, Anadia, U. Leiria e Vitória de Setúbal - e vários também já carimbaram a qualificação para a luta pela entrada na nova Liga 3.

De lembrar que a subida à II Liga é disputada pelos oito vencedores de série da primeira fase. Os classificados do segundo ao quinto lugar vão lutar pela Liga 3. Os que terminem do sexto ao oitavo lugar vão disputar o CP em 2021/2022. Por fim, os que fiquem do nono ao 12.º lugares descem aos distritais: também há já equipas matematicamente relegadas para o CP e para os distritais.

Este sábado, as contas já ficaram fechadas nas séries B (ao final da manhã), E e H (estas já à tarde). Este sábado, há ainda a série D.

Como é a fase de subida à II Liga?

Os oito clubes são divididos em duas séries de quatro cada, Norte e Sul. Partem dos zero pontos, jogando a duas voltas, num total de seis jornadas. Os vencedores dessas séries sobem à II Liga e vão disputar uma final em campo neutro para apurar o campeão. E os outros seis clubes, que fiquem nos segundo, terceiro e quarto lugares nesta fase? Vão para a Liga 3.

Fase de acesso à Liga 3: 16 vagas para 32 clubes

A introdução da Liga 3 para 2021/2022 fez a Federação inserir uma segunda fase adicional além do play-off da II Liga. Junta os 32 clubes classificados do segundo ao quinto lugar nas oito séries da primeira fase, num total de oito grupos de quatro clubes cada: os 2.º e 3.º classificados da Série A emparelham com os 4.º e 5.º da série B e vice-versa, até ao cruzamento entre as séries G e H.

Nestes oito grupos, os dois primeiros classificados de cada um, total de 16 clubes, apuram-se para a Liga 3. Juntam-se aos seis que não subirem à II Liga, mais a dois que desçam da II Liga desta época, para perfazer os 24 clubes no ano de estreia da competição. Os 16 clubes que ficarem em terceiro e quarto lugares nesta fase vão disputar, na próxima época, o CP, que passa a ser o quarto escalão do futebol nacional. Esta fase também é disputada a duas voltas, num total de seis jornadas.

Série a série, as decisões deste fim-de-semana

Já está definido quem vai à segunda fase, mas Montalegre (35 pontos), Mirandela (34) e Maria da Fonte (32), já apurados para o acesso à Liga 3, têm por decidir terceiro, quarto e quinto lugares, que influencia a série à qual ficarão alocados na segunda fase. Luta mais intensa será para evitar a descida aos distritais: entre Pedras Salgadas (25 pontos), Vilaverdense (25 pontos) e Vidago (23 pontos), uma delas acompanhará Bragança, Cerveira e Vimioso para os distritais. O Vianense já garantiu o sexto lugar e ida para o CP em 2021/2022.

Jogos (domingo, 16 horas): Pedras Salgadas-Cerveira; Merelinense-Mirandela; Vidago-Montalegre; Sp. Braga B-Águia Vimioso; Vianense-Bragança; Maria da Fonte-Vilaverdense.

A última jornada confirmou o trajeto surpreendente do Pevidém e o clube da pequena vila minhota vai lutar agora pela subida à II Liga. Este sábado empatou a duas bolas contra o São Martinho. O favorito Fafe fechou a fase regular com os mesmos 34 pontos, mas perdeu na diferença de golos (dada a igualdade no confronto direto) e tem de se contentar com a luta pela entrada na Liga 3, tal como o Vitória B (32), Felgueiras (31) e São Martinho (27). Brito e Mondinense descem aos distritais; Rio Ave, Berço e Tirsense continuam no Campeonato de Portugal.

Resultados da última jornada:

Pevidém-São Martinho, 2-2
Rio Ave B-Felgueiras, 0-3
Mondinense-Vitória B, 2-4
Berço-Brito, 4-2

CLASSIFICAÇÃO FINAL:

Pevidém, 34 pontos (play-off acesso à II Liga);
Fafe, 34; Vitória B, 32; Felgueiras, 31; São Martinho, 27 (acesso à Liga 3);
Rio Ave, 25; Berço, 23; Tirsense, 21 (manutenção no CP);
Brito, 14; Mondinense, 1 (descida aos distritais).

Leça e Gondomar estão com 34 pontos cada no topo, mais um que o Trofense, terceiro com 33. Já todos têm os lugares de acesso à Liga 3 garantidos, mas sonham com o play-off da II Liga. Amarante (5.º, 21 pontos), Paredes (6.º, 20 pontos) e Salgueiros 08 (7.º, 19 pontos), lutam pelo quinto lugar, com vista à Liga 3. O Pedras Rubras (8.º, 17 pontos) ainda pode cair para os lugares de descida aos distritais, enquanto Vila Real (9.º, 16 pontos) e Coimbrões (10.º, 15 pontos) ainda têm hipótese de evitar a relegação.

Jogos (domingo, 11h30): Pedras Rubras-Vila Real; Gondomar-Marítimo B; Leça-Amarante; Paredes-Trofense; Coimbrões-Salgueiros 08.

A grande luta vai do quarto ao sétimo classificados: quatro clubes lutam por duas vagas para a fase de acesso à Liga 3: São João de Ver (4.º, 35 pontos) e AD Sanjoanense (5.º, 33 pontos) partem à frente, mas Valadares Gaia (6.º, 33 pontos) e Castro Daire (7.º, 32 pontos) ainda têm aspirações. Sp. Espinho e Beira-Mar, ambos com 28 pontos, definem a outra equipa que desce. Águeda, Lusitano Vildemoinhos e Vila Cortez já estão condenados.

Jogos (sábado, 17h30): Sp. Espinho-Lusitano Vildemoinhos; São João de Ver-Lusitânia de Lourosa; Castro Daire-Anadia; Beira Mar-Valadares Gaia; Vila Cortez-Canelas 2010; AD Sanjoanense-Águeda.

O Oliveira do Hospital venceu o Marinhense e beneficiou da derrota do Benfica e Castelo Branco em Oleiros para ultrapassar os albicastrenses e terminar a série no segundo lugar. O Condeixa terminou em quarto lugar e o Marinhense, que à partida para a jornada também tinha garantido, no mínimo, o quinto lugar, acabou nesse posto. Nota ainda para o Vitória de Sernache, que com o triunfo sobre o Mortágua, relegou o Carapinheirense, derrotado pelo Alcains, para os distritais. O Sertanense mantém-se no CP.

Resultados da última jornada:

V. Sernache-Mortágua, 2-0
Condeixa-Sertanense, 0-0
Marinhense-Oliveira do Hospital, 1-2
Alcains-Carapinheirense, 1-0
Oleiros-BC Branco, 1-0
Folgou: U. Leiria.

CLASSIFICAÇÃO FINAL:

U. Leiria, 50 pontos (play-off acesso à II Liga);
Oliveira do Hospital, 37; B. C. Branco; 35; Condeixa, 32; Marinhense, 31 (acesso à Liga 3);
Oleiros, 29; Sertanense, 24; Vit. Sernache, 24 (manutenção no CP);
Carapinheirense, 22; Alcains, 18; Mortágua, 17 (descida aos distritais).

Última jornada marcada pelo duelo entre Torreense (1.º, 47 pontos) e Alverca (2.º, 46 pontos), que vai definir quem vai à fase de subida à II Liga. O U. Santarém já tem garantida ida à segunda fase para a Liga 3, pela qual lutam ainda três clubes para duas vagas: Loures (4.º, 29 pontos), Caldas (5.º, 27 pontos) e Sintrense (6.º, 27 pontos). Na luta pela permanência no CP, o 1.º Dezembro (9.º, 18 pontos) tem de vencer o Sintrense para poder ultrapassar o Pêro Pinheiro (8.º, 21 pontos), sobre quem tem vantagem no confronto direto. U. Almeirim e Lourinhanense já estão despromovidos e o Sacavenense vai para o CP em 2021/2022.

Jogos (domingo, 17h15): Alverca-Torreense; Caldas-Loures; 1.º Dezembro-Sintrense; U. Santarém-Sacavenense; Lourinhanense-U. Almeirim. Folga: Pêro Pinheiro.

CF Estrela e Sporting B lutam pelo primeiro lugar, sendo que aos da Reboleira um empate basta. Já os leões têm de vencer e esperar uma derrota do clube tricolor. Há ainda luta 100 por cento açoriana pelo quinto lugar, de acesso à fase da Liga 3, na qual só uma de três equipas sairá por cima. O Fontinhas é quinto (29 pontos), o Praiense sexto (29 pontos) e o Rabo de Peixe sétimo (27 pontos), sendo que o Rabo de Peixe tem de vencer e esperar deslizes dos vizinhos. Olímpico Montijo e Oriental já estão despromovidos aos distritais e serão acompanhados por duas de três equipas ainda na luta: Belenenses B (8.º, 22 pontos) parte por cima, mas têm à perna Fabril Barreiro (9.º, 21 pontos) e Sp. Ideal (10.º, 20 pontos). O Sp. Ideal tem de vencer o Fabril e esperar uma derrota dos azuis. Já em caso de igualdade pontual entre Fabril e Belenenses, levam a melhor os lisboetas.

Jogos (domingo, 14h30): Sp. Ideal-Fabril Barreiro; Real SC-Sporting B; CF Estrela-Rabo de Peixe; Fontinhas-Oriental Dragon; Praiense-Belenenses B; Oriental-Olímpico Montijo.

Na luta que restava pelo acesso à Liga 3, o Moncarapachense partiu em quinto lugar e manteve-o, apesar do empate com o Amora. O Pinhalnovense, que goleou em Moura por 6-2, evitou a descida aos distritais e quase almejou a fase de acesso à Liga 3 mas, na igualdade pontual, perdeu para o Moncarapachense no confronto direto. Com o triunfo dos de Pinhal Novo, o histórico Lusitano Évora caiu para o nono lugar e para os distritais. Salvaram-se Juventude de Évora e Esperança de Lagos, que se mantém no CP para 2021/2022, tal como o Pinhalnovense. Não houve mudanças nos quatro primeiros lugares.

Resultados da última jornada:

Olhanense-Lusitano Évora, 1-1
Moura-Pinhalnovense, 2-6
Moncarapachense-Amora, 0-0
Juventude Évora-Louletano. 1-1
Vitória Setúbal-Aljustrelense, 2-0
Folgou: Esperança de Lagos.

CLASSIFICAÇÃO FINAL:

V. Setúbal, 50 pontos (play-off acesso II Liga);
Amora, 44; Olhanense, 35; Louletano, 34; Moncarapachense, 25 (acesso à Liga 3);
Pinhanovense, 25; Juventude Évora, 24; Esperança de Lagos, 23 (manutenção no CP);
Lusitano Évora, 23; Aljustrelense, 14; Moura, 4 (descida aos distritais).



Publicar comentário
Interessante
17-04-2021
Cassinos online: conheça os 4 melhores sites de apostas do Brasil
Cassinos online: conheça os 4 melhores sites de apostas do Brasil

Depositphotos 2347086 xl 2015...

16-08-2021
A Bet365 Brasil
A Bet365 Brasil

Bet365 Brasil é um dos sites de aposta mais famosos da atualidade...

11-07-2021
Apostas esportivas – melhores site online do Brasil
Apostas esportivas – melhores site online do Brasil

Aqui apresentamos os operadores mais queridas pelo publico brasileiro...

11-08-2021
Apostas esportivas online movimentam R$ 4 bilhões por ano no Brasil
Apostas esportivas online movimentam R$ 4 bilhões por ano no Brasil

Quatorze anos após a proibição dos bingos, o Brasil deu “uma chance” aos jogos de azar ao legalizar, no fim de 2018, as apostas esportivas online...

29-06-2021
Atenção: o que os aplicativos de aposta sabem sobre você
Atenção: o que os aplicativos de aposta sabem sobre você

Quando finalmente parou de fazer apostas, no fim de 2018, Gregg estava em uma situação financeira terrível...

19-06-2021
Prognósticos apostas desportivas
Prognósticos apostas desportivas

Analisados, pensados e redigidos dia após dia por uma equipa de peritos em apostas no desporto, os prognósticos desportivos da SportyTrader são publicados para um apoio mais eficaz e direto ao apostador em geral...