X 22bet

Esporte apostas online

Enrico NazaréAutor da publicação: Enrico Nazaré

Segundo a consultoria europeia H2 Gambling Capital, o faturamento do mercado de apostas no Brasil, incluindo as lotéricas federais e a ilegalidade, gira em torno de 2 bilhões de euros, ou algo na casa de 13 bilhões de reais. A despeito da robustez, o país é apenas o 21º no ranking das nações que mais movimentam dinheiro com esse tipo de atividade. Está atrás, por exemplo, de países como Cingapura, Filipinas, Holanda, Grécia, Finlândia e Malásia.

A regulamentação do mercado deveria estar perto da implementação. Mas percalços (como pontos difusos na lei) adiaram o prazo inicial, de dois anos a partir da promulgação, que aconteceu em 12 de dezembro de 2018. Um problema identificado pelo Ministério da Economia, por exemplo, é que não existe mecanismo de punição na legislação. Caso uma empresa atue de forma irregular, a legislação atual prevê que sua atuação seja simplesmente proibida no país. Mas o objetivo não é afugentar as empresas. “Para nós, a revogação seria a penalidade mais severa que uma empresa poderia receber”, diz Waldir Eustáquio Marques Jr, subsecretário de prêmios e sorteios do Ministério da Economia.

Para não ter de mudar a lei para sanar esse problema, a pasta resolveu aderir a uma recomendação da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), que orientou a utilização do modelo de concessão e não mais o de autorização. “A concessão entre o poder público e o privado é uma forma para resolver esse problema. Por meio de um contrato, é possível prever as formas de penalidades com obrigações de ambos os lados, com multas previstas”, afirma.

Recentemente, as apostas esportivas passaram a fazer parte do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) e do PND (Programa Nacional de Desestatização). Os estudos técnicos sobre a operação estão sob custódia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O subsecretário espera que o BNDES encontre números de movimentação do mercado entre 4 bilhões de reais e 10 bilhões de reais.

Cadastro efetuado com sucesso!

Cadastro efetuado com sucesso!

Você receberá nossas newsletters pela manhã de segunda a sexta-feira.

Com a regulamentação do mercado, parte da receita arrecadada com as apostas irá para os cofres públicos, em percentuais segmentados para diversos setores, como educação, esportes e segurança. Segundo dados do Ministério da Economia, a arrecadação total do governo com loterias de janeiro a outubro deste ano foi de 13,37 bilhões de reais — desse montante, os repasses sociais mais Imposto de Renda (IR) somaram 6,5 bilhões de reais. Em 2019, a arrecadação total foi de 16,71 bilhões de reais e os repasses sociais mais IR chegaram a 7,91 bilhões de reais. O subsecretário enumera pontos que, em sua visão, serão benéficos à sociedade. “Com a regulamentação, nós esperamos que empresas montem escritórios no Brasil, gerando empregos. Parte da arrecadação, também será revertida para a sociedade”, diz Marques Jr. O “tamanho” da tributação, no entanto, é um ponto que incomoda as empresas do setor. Enquanto nos países mais desenvolvidos, a taxação gira entre 10% e 15%, no Brasil está em torno de 27%. “A nossa carga tributária fica um pouco elevada por questões desses repasses sociais. Isso não significa que o mercado é inviável, tanto que existem diversas empresas querendo operar aqui”, afirma.

Para a multinacional sueca Betsson, que adquiriu recentemente 75% de participação da brasileira Suaposta, que opera no mercado de corridas de cavalos, o imposto previsto na Lei é considerado alto. “Eu imagino que isso possa ser alterado”, torce André Gelfi, CEO da Betsson no Brasil. A empresa espera a regulamentação sair do papel para ganhar escala no país. “Nosso interesse em crescer, fazer investimentos, contratar gente no Brasil é total e absoluto. Eu era um dos dois sócios da Suaposta. Nos associamos aos suecos como parte de uma visão de futuro, para desenvolvermos esse mercado. Esse crescimento está ligado à regulação. Sem segurança jurídica, sem regras claras, não tem como a gente avançar”, diz ele. “Com a regulamentação das apostas esportivas, poderemos apostar em novas vertentes no país, como futebol, vôlei, tênis, basquetebol e artes marciais”, cita. É o mundo apostando no mercado brasileiro.

Como apostar no bet365

Como apostar no bet365

Aprenda a criar uma conta, depositar valores e começar a apostar em resultados de jogos

Aprenda a criar uma conta, depositar valores e começar a apostar em resultados de jogos

Por Paulo Alves, para o TechTudo

06/07/2018 09h00 Atualizado 06/07/2018

O bet365 é um dos principais sites de aposta esportiva com tabela e resultados de jogos em tempo real. O serviço oferece aposta de futebol, modalidade em alta especialmente durante a Copa do Mundo 2018. A plataforma é simples de usar e aceita cartão de crédito, transferência bancária e boleto. Uma vez abastecida a carteira virtual, basta selecionar as partidas e dar palpites que valem dinheiro.

Vale lembrar que, embora os jogos de azar sejam proibidos no Brasil (Decreto de Lei nº 9.215, 30 de abril de 1946), a legislação ainda não se aplica a transações feitas pela Internet. Isso porque as empresas responsáveis e os servidores em que os sites de aposta estão hospedados ficam em outros países e não em “território nacional”, explorando uma brecha na lei e viabilizando a realização de apostas pelos brasileiros.

Antes de efetuar o cadastro no site, é importante ler os Termos e Condições de Uso, principalmente, quando se pretende fazer transações comerciais na plataforma. Veja no tutorial a seguir como fazer aposta online no bet365 pelo computador.

Passo 1. Acesse o bet365 pelo navegador e selecione “Registe-se” para criar uma conta;

Passo 2. Preencha o formulário com seus dados pessoais. Na seção “Criar login”, defina nome de usuário e senha. Já na seção “Segurança”, crie um segundo código de acesso para melhorar a proteção à sua conta. Em seguida, assinale o botão verde “Aderir à bet365”;

Passo 3. Na tela seguinte, selecione um dos métodos de pagamento para depositar na sua conta do bet365. Sem adição de valores não é possível usar o site de apostas. O serviço aceita o mínimo de R$ 30 por recarga via cartões de crédito, transferências dos principais bancos e boleto. Cartões e alguns bancos efetuam o depósito imediatamente, enquanto outros métodos, como boleto, demoram dias para efetuarem o valor na conta do bet365;

Passo 4. Com a conta devidamente recarregada, selecione “Taça do Mundo 2018” no menu lateral para selecionar os jogos da Copa e começar a palpitar;

Passo 5. Em cada jogo, o bet365 mostra qual é o índice de recompensa referente a cada resultado selecionado. No exemplo, o palpite de 2x0 no jogo Brasil x Sérvia, por exemplo, recompensa em sete vezes o valor apostado. Clique na recompensa para abrir a janela de aposta;

Passo 6. Digite no campo em branco o valor a ser apostado. Ao lado, o bet365 mostra a recompensa referente ao resultado, caso se concretize;

Passo 7. Por fim, basta acessar a tela “Taça do Mundo 2018” para acompanhar o resultado dos jogos e descobrir se os seus palpites foram certeiros.

Apostas esportivas online movimentam R$ 4 bilhões por ano no Brasil

Apostas esportivas online movimentam R$ 4 bilhões por ano no Brasil

Quatorze anos após a proibição dos bingos, o Brasil deu “uma chance” aos jogos de azar ao legalizar, no fim de 2018, as apostas esportivas online. A lei assinada pelo então presidente Michel Temer, porém, ainda aguarda uma regulamentação. Enquanto isso, o mercado cresce em ritmo acelerado: estima-se que os sites de apostas movimentem nada menos do que R$ 4 bilhões por ano no Brasil.

Na prática, trata-se de um fenômeno mundial. As receitas da Fifa com a Copa do Mundo de 2018 foram inferiores a 6 bilhões de euros, somando direitos de TV, patrocínios, licenciamento e bilheterias, entre outros. Já o volume global de apostas online relacionadas com o Mundial chegou a nada menos que 136 bilhões de euros. “Isso sem contar que dentre as dez maiores economias do mundo, Estados Unidos, onde se imagina que apostas ilegais cheguem a mais de US$ 200 bilhões por ano, China, Japão e Brasil ainda não têm regulamentação adequada para o setor”, observa o advogado e professor da Fundação Getulio Vargas (FGV) Pedro Trengrouse, que é membro da International Association of Gaming Advisors (Iaga).

Para o analista, o crescimento do universo das apostas está alinhado à expansão digital. “Apostas, principalmente online e em tempo real, mudam completamente a experiência dos torcedores”, diz. Segundo o gerente no Brasil da empresa KTO, o santa-cruzense Cássio Filter, a maioria das apostas são de valores baixos – R$ 50,00 a R$ 200,00 –, o que indica que a maior parte dos usuários está em busca de diversão, sem maiores riscos. “As pessoas gostam de apostar. Não é à toa que temos Mega Sena, Tele Sena, TriLegal e tantos outros”, defende.

Por causa da falta de legislação, as empresas que mantêm portais como Bet365, Sportingbet, NetBet e KTO não têm sede no Brasil e sequer pagam impostos no País, embora sejam cada vez mais frequentadas por brasileiros e até patrocinem clubes de futebol nacionais. Os defensores da liberação alegam que, além de gerar arrecadação para o poder público e movimentar a economia, isso vai permitir um controle maior sobre o setor e coibir tanto a dependência de usuários quanto a atuação de empresas suspeitas.

“O Brasil hoje está completamente exposto”
Para Pedro Trengrouse, a preservação da integridade do esporte e dos torcedores e a proteção da economia popular devem ser as prioridades da futura regulamentação. Na prática, isso significa mecanismos para coibir empresas que não tenham capacidade para honrar seus compromissos com os apostadores e evitar a manipulação de resultados esportivos.

Conforme ele, a falta de uma regulamentação vem causando prejuízos a muitas pessoas. Em 2005, por exemplo, uma investigação da Polícia Federal levou à anulação de 11 partidas do Campeonato Brasileiro no episódio que ficou conhecido como Máfia do Apito. Em 2017, milhares de apostadores ficaram sem receber prêmios porque bancas não honraram apostas nos resultados da 13ª rodada da Série A, quando times visitantes ganharam a maioria dos jogos, elevando significativamente a premiação. “O Brasil hoje está completamente exposto. Só com a regulamentação das apostas será possível preservar a integridade do esporte e proteger a economia popular”, observa Trengrouse.

Para o analista, porém, a política de tributação pesada, que é defendida por alguns setores como forma de evitar o estímulo ao jogo, não é o melhor caminho, já que pode ter o efeito adverso ao que se busca e afugentar as empresas. “As melhores práticas internacionais não apontam nessa direção, pelo contrário. O jogo legal é a melhor ferramenta de combate ao jogo ilegal, e uma taxação abusiva não contribui em nada para o mercado.”

Atualmente, sites com licenças em mercados maduros, como Inglaterra, França, Espanha e Portugal, oferecem mais segurança quanto ao pagamento dos prêmios. Conforme Trengrouse, porém, a falta da regulamentação também expõe tanto as empresas quanto os apostadores a riscos: o artigo 50 da Lei de Contravenções Penais define apostas esportivas de qualquer natureza como jogo de azar, estabelecendo pena de prisão e multa de até R$ 200 mil inclusive para o apostador, ainda que pela internet ou qualquer outro meio de comunicação. “Enquanto não houver a devida regulamentação, os riscos são grandes”, conclui.

COMO FUNCIONA
Para apostar, o usuário precisa se cadastrar na plataforma. Esse cadastro geralmente é gratuito, e não há cobrança de taxa sobre cada palpite. A receita das empresas advém apenas do fluxo das apostas.

A lista de possibilidades de aposta é imensa. As modalidades vão de futebol a críquete, passando por basquete, tênis, MMA, fórmula 1 e até esportes menos populares no Brasil, como hóquei e beisebol. Em algumas plataformas, também é possível apostar em outros segmentos que não o esporte – como os filmes que vão ganhar o Oscar ou o candidato que vencerá a eleição presidencial dos Estados Unidos.

Embora as empresas sejam internacionais, o rol de competições inclui até eventos regionais de menor porte. Atualmente, é possível apostar na Copa São Paulo Sub-20 e no Campeonato Potiguar, por exemplo.

As apostas não se restringem ao placar final de uma partida ou corrida. No futebol, pode-se apostar no total de gols, no resultado do primeiro tempo, no número de escanteios e em qual será a primeira e a última equipe a marcar, entre vários outros. Além disso, é possível apostar “ao vivo” – ou seja, enquanto a partida acontece.

Ao fazer o cadastro, o usuário credita o valor do qual deseja dispor para jogar. Há um valor mínimo para cada aposta – que, em alguns serviços, é de apenas R$ 1,00.

Cada possibilidade de aposta possui uma cotação, chamada “odd”, que é definida pela probabilidade e indica quanto o apostador vai ganhar. Por exemplo: se o usuário colocar R$ 50,00 em uma aposta cuja odd é 1,50 e acertar, ele receberá R$ 75,00. Já se a odd for 2,00, ele receberá R$ 100,00.

Essa probabilidade é fixada pela própria plataforma, com base em estatísticas pregressas. Quanto menor for a odd, maior é a chance de a aposta ser certeira. Exemplo: se um clube é favorito para vencer determinada partida, sua odd vai ser menor que a do outro.

Também é possível realizar apostas acumuladas: o usuário faz várias apostas ao mesmo tempo e a odd final é a multiplicação da odd de cada uma. Assim, se fizer cinco apostas de odd 2,0, a odd final será 10,0. Para ganhar, porém, é preciso acertar todas.

As apostas são individuais, ou seja, a disputa é sempre entre o usuário e a banca. Não há sistema de “bolão”, em que um valor é rateado entre todos os apostadores que acertaram.

Quando deseja retirar o valor que possui em seu saldo, o usuário solicita o saque à plataforma. A transferência pode levar de um a quatro dias, dependendo das regras adotada pela empresa.

“Aposto só para me divertir”
Para Vitor Macedo Silva, apostar não é uma fonte de renda, mas uma forma de lazer. Começou há dois anos, quando descobriu o site Betfair. À época, porém, a brincadeira durou apenas três meses e ele abandonou. Retornou no ano passado, desta vez no KTO.

Desde então, o programador de 22 anos aposta praticamente todas as semanas. De perfil que ele define como moderado, joga valores baixos, apenas em futebol e em clubes que conhece, sobretudo em campeonatos nos quais jogam times brasileiros (Brasileirão, Copa do Brasil, Libertadores), além da Champions League. Seu método para não ter problemas é o seguinte: a cada rodada, faz uma aposta de maior risco e outras mais seguras. Também dá preferência para as apostas de resultado, embora avalie como são as “odds” das demais possibilidades.

Silva conta que tomou gosto pelas apostas quando percebeu que elas davam mais emoção aos jogos, inclusive os que não possuem tanta importância nos torneios. “É só para me divertir. O que vier é lucro. Coloquei uma grana e já consegui tirar o que coloquei, então estou mais na diversão mesmo, sem risco de perda significativa”, relata.

Uma das experiências mais emocionantes foi na final da Copa Libertadores do ano passado. Silva havia feito uma aposta mais alta do que as suas regulares em favor do Flamengo, que perdia o jogo para o River Plate até os 44 minutos do segundo tempo. Com a virada histórica, ele saiu no lucro. Como prefere não se arriscar tanto, o máximo que conseguiu ganhar em uma única aposta foi cerca de R$ 150,00.

Silva relata ainda que já recebeu alertas para tomar cuidado nos jogos. “A família diz para cuidar para não viciar e perder muito dinheiro com isso. Mas, no geral, é bem tranquilo”, conta.

ENTREVISTA
Danrlei (PSD)
Deputado federal

Gazeta do Sul – Por que a regulamentação das apostas online é tão importante?
Danrlei – O jogo no Brasil não parou por causa da proibição. Muitas pessoas jogam, sim. Vejo que, se tivermos controle sobre isso, se tivermos números exatos, melhor. Hoje, inclusive, muitas pessoas jogam sem segurança, em serviços clandestinos. Nos Estados Unidos, por exemplo, os números são passados diariamente para uma agência reguladora.

A regulamentação vai sair em 2020?
Estamos trabalhando para que isso aconteça o mais rápido possível. Mas é importante dizer que, como a subcomissão é vinculada à Comissão do Esporte, meu relatório nesse momento vai levar em consideração muito mais o que essa regulamentação pode trazer de benefício para o esporte. E já percebemos que vai: muitos sites de fora do País estão patrocinando clubes brasileiros. Mas precisamos de uma regulamentação bem clara e segura, sobretudo para que os sites sérios de apostas venham trabalhar no País. Se sentirem mais segurança jurídica em outros países, eles não virão para cá. E aí o dinheiro dos apostadores brasileiros, que já são muitos, continuará indo para fora, o governo não vai arrecadar nada e não teremos controle nenhum sobre os apostadores.

Controle sobre os apostadores em que sentido?
É preciso saber se as pessoas que gostam de apostar não estão passando do limite e se isso não está começando a se tornar um vício. Mas ainda existe uma discussão muito grande sobre qual a melhor forma de regulamentação. A Caixa Econômica Federal tem uma ideia, o Ministério da Economia tem outra, os grandes sites de aposta têm outra, então estamos ouvindo todos e tentando chegar a uma formatação que ofereça segurança jurídica aos sites sérios. Ao mesmo tempo, precisamos de uma agência reguladora que fiscalize, junto com o governo e a Caixa Federal, para que as pessoas não fiquem viciadas. E se ficarem, que elas tenham o tratamento. Nos países onde essas empresas operam, há um controle. Eles conseguem ver quando o apostador está indo para o caminho do vício e aí comunicam os governos. Claro que existe o vício e que tudo o que é demais, faz mal. Por isso que estamos buscando a melhor regulamentação possível para o País.

A fiscalização parece ser o ponto mais importante do debate.
Essa é a grande discussão. É preciso uma fiscalização tanto para que as pessoas não caiam no vício quanto para que não se burle a lei. Já aconteceu em outros países de pessoas tentarem manipular jogos para ganhar apostas. Então, é necessário fiscalizar para que o apostador tenha segurança no que está jogando.

Ainda existe muita pressão contrária às apostas de setores conservadores, como a bancada evangélica?
Isso existe e vai sempre existir, embora a pressão maior seja sobre cassinos e bingos, até porque esses lugares tiram pessoas das igrejas. Mas no que toca às apostas online, a lei já existe. A discussão sobre autorizar ou não as apostas já passou. O que estamos tratando agora é sobre a regulamentação.

Danrlei (à esquerda) diz que é preciso uma fiscalização tanto para que as pessoas não caiam no vício quanto para que não se burle a lei

Dicas para que você tenha mais oportunidades nas apostas esportivas

Dicas para que você tenha mais oportunidades nas apostas esportivas

JUSTIN TALLIS/AFP via Getty Images

As principais razões que impulsionam os apostadores a jogar nas casas de apostas esportivas físicas e virtuais são ganhar dinheiro, diversão e o esporte. É verdade que muitos fazem mais por diversão, mas a verdade é que todos querem vencer.

E o gosto por apostas vai muito além de ganhar dinherio nas terras da Rainha Elizabeth. Os britânicos têm no sangue o gosto por apostas. É incontável o número das casas do tipo em Londres, onde é possível encontrar desde as tradicionais máquinas de caça-níqueis com até a possibilidade de apostar em diferentes modalidades esportivas – de corridas de cavalo a badmington.

Não é a toa que a Premier League Inglesa seja a mais apostada ao longo do ano. Além de ter os melhores times e jogadores do planeta, os jogos do campeonato inglês são os que mais atraem atenção e o dinheiro dos apostadores de todo mundo entre as principais ligas europeias. E não só dos apostadores mas também das próprias casas de apostas.

Dez das 20 equipes da Premier League 2019/2020 têm acordo de patrocínio com casas de apostas em seus uniformes: Aston Villa, Bournemouth, Burnley, Crystal Palace, Everton, Newcastle, Norwich, Watford, West Ham e Wolverhampton estampam dez empresas diferentes do ramo.

Não apenas na Inglaterra, mas em todo mundo, muitos se apaixonam pelo deslumbramento do mundo das apostas, mas não se esforçam o suficiente para ter sucesso, o que certamente passa pelo fato de aprimorar o conhecimento. Por isso, a seguir vamos mostrar algumas dicas para você ter mais oportunidades de acertar as suas apostas.

Existem estratégias que ao aplicá-las você pode ter mais chances de vencer, basta seguir estas dicas de apostas esportivas úteis para que a boa sorte se incline mais a seu favor.

Estude e concentre-se em um único esporte

É importante que você se especialize e domine tudo sobre um único esporte, se você cultivar muitos conhecimentos relacionados com o assunto aumentarão as chances de encontrar a equipe vencedora.

Ao aprofundar em detalhe o concernente a uma disciplina esportiva terá maior vantagem para coincidir no resultado da aposta.

Os apostadores que se aplicam acumulam mais oportunidades porque conhecem em termos lógicos e estatísticos as probabilidades de ocorrência de um evento. Saber escolher a melhor aposta, dá mais possibilidades de ganhos constantes. Nem tudo depende do acaso, mas sim de uma análise da tendência baseada em prognósticos de qualidade.

Quanto maior conhecimento sobre um jogo, mais fácil será analisar todos aqueles elementos que podem influir no resultado. Para isso, escolha uma Liga e se esforce para conhecer bem as equipes que a integram, dedicando atenção a seu comportamento nas diferentes temporadas. Com o tempo, certamente aumentarão suas chances de acertar nas apostas.

Analise as odds

Os apostadores que têm experiência no mundo das apostas esportivas reconhecem que se aprenderem a escolher as melhores odds, aumentam as chances de ganhar. Para selecionar convenientemente as melhores apostas, você deve apurar quanto a casa de apostas oferece ao resultado menos provável de acontecer.

Para determinar se a aposta tem a probabilidade que a casa indica, é importante também ter amplo conhecimento sobre a Liga e as equipes que vão disputar o jogo.
Não se deixe levar pelo favoritismo

Nunca aposte muito dinheiro no seu time do coração. Apostar nele nem sempre é a melhor decisão. Quem costuma apostar no time que torce, pode estar se movendo mais pela paixão do que pela lógica matemática, portanto há maiores riscos de perder todo o capital.

Mas se quiser apostar na sua equipe favorita, então invista pouco dinheiro, assim não corre o risco de perder muito.

O resultado mais provável em um jogo é o empate. Quando as chances de duas equipes são muito parecidas, e há poucos apostadores a favor do empate, este resultado geralmente oferece uma cifra muito alta, ainda que na realidade seja a que estatisticamente tenha mais probabilidades de ocorrer.

Torcedores fanáticos nunca imaginam que suas equipes podem empatar, mesmo que, em alguns casos, a lógica indique que esse é o resultado mais provável. Como todos apostam na equipe favorita, aumentam as odds de um possível empate. Este é o momento que você deve aproveitar para ganhar!

Assume Riscos

Toda aposta requer assumir riscos econômicos, é por isso que é necessário investir para poder obter receitas. Uma boa dica é assumir alguns riscos e combinar jogadas. Jogadas combinadas são as que têm maior probabilidade de ganhar dinheiro.
Você pode combinar entre 3 e 5 apostas no máximo, que lhe darão mais chances de sucesso.

Tendo em conta estas estratégias, você terá mais chances de ter sucesso nas apostas esportivas, e o mais importante é que fará previsões com resultados mais certeiros. Então, estude e analise cada evento esportivo para aumentar suas chances de obter bons dividendos.



Publicar comentário
Interessante
23-04-2021
7 Aplicativos de futebol para acompanhar estatísticas e resultados de jogos
7 Aplicativos de futebol para acompanhar estatísticas e resultados de jogos

Se você é um torcedor fanático, ou um apostador online e precisa estar por dentro de notícias e estatísticas, confira esses 7 Aplicativos de futebol...

02-06-2021
Mercado de apostas esportivas movimentou mais de R$ 4 bilhões no Brasil em 2019
Mercado de apostas esportivas movimentou mais de R$ 4 bilhões no Brasil em 2019

As apostas esportivas feitas por brasileiros já atingiram um montante de no mínimo R$ 4 bilhões, segundo dados referentes ao ano de 2019, mas este total pode chegar a algo em torno de R$ 7 bilhões, pois os palpites ocorrem em nada menos que 400 sites interacionais...

17-05-2021
Apostas desportivas online para iniciantes
Apostas desportivas online para iniciantes

As apostas online desportivas tornaram-se num grande negócio e, simultaneamente, transformaram a Internet numa espécie de casa de apostas onde há cenários de intensa loucura… como vimos recentemente com um apostador chinês que apostou 100 mil euros no jogo de futebol entre o Feirense e o Rio Ave...

19-05-2021
TipsPro vem revolucionar o mercado de apostas brasileiro com novo lançamento
TipsPro vem revolucionar o mercado de apostas brasileiro com novo lançamento

Dos campos do Maracanã ao Pacaembu, quem não quer estar preparado para saber todas as dicas diárias e estatísticas do futebol? Para os amantes do mundo das apostas esportivas, o “TipsPro”, é um serviço que vem para revolucionar o mercado brasileiro...

29-06-2021
Veja como jogar na Loteria pela internet com o novo site oficial
Veja como jogar na Loteria pela internet com o novo site oficial

A partir de agora, existe uma maneira de como jogar na loteria pela internet...

19-06-2021
Como simular cenários de previsão de dados?
Como simular cenários de previsão de dados?

Simule cenários de previsão de informações futuras baseadas nos dados atuais, como mostrar isto no gráfico, formatar e ajustar as configurações para cada linha de tempo...