Ganhar dinheiro na bet365

Enrico NazaréAutor da publicação: Enrico Nazaré

Antes de dar qualquer tipo de explicação, este texto é pra você que gosta de esportes e quer fazer do seu conhecimento e hobby uma renda extra. Talvez você ainda não saiba, mas existe uma maneira bem simples de ter lucros com um investimento baixo, trata-se das apostas esportivas, que a cada dia ganham mais e mais espaço no Brasil. E o melhor de tudo, você pode fazer isso no conforto da sua casa.

Mas como ter uma renda extra com aposta esportiva?

Mas como ter uma renda extra com aposta esportiva?

No mundo inteiro, muitas pessoas já perceberam o potencial dessa forma de investimento e transformaram o trading esportivo em suas principais fontes de renda. Antes de mais nada, não pense que isso é um ‘jogo de azar’, mas também não pense que é fácil ganhar dinheiro dessa maneira. Antes de mais nada é preciso estar disposto a estudar, ler notícias e acompanhar com afinco as modalidades que você escolher para apostar. Afinal, se você não fizer isso de forma séria, rapidamente você perderá seu dinheiro.

Por isso, podemos afirmar que não existe formula mágica para ter sucesso neste meio, e o que importa para conseguir se sair bem nas casas de apostas esportivas é o fato de estudar seu palpite. Inclusive, se você é novo neste nicho, antes de sair apostando uma grande quantidade de dinheiro, é importante testar um pouco seu conhecimentos e também sua metodologia.

Dicas para iniciantes em apostas esportivas

Dicas para iniciantes em apostas esportivas

Antes de mais nada é preciso delimitar uma banca para você iniciar, isso é, definir um valor que você usará para aprender na prática como as apostas esportivas funcionam e ir melhorando seu desempenho dia a dia, sempre anotando os padrões que funcional. Por exemplo, o método mais tradicional de trabalhar com bancas é dividí-la em 20 unidades que representam 5% do valor.

Dessa maneira, você conseguirá regrar suas apostas, lembrando que existem dias ruins e que zebras acontecem, ou seja, coloque um limite de no máximo 20% de sua banca em apostas diárias. Comprometer mais que isso é um risco muito grande. Além disso, apesar de ter suas unidades delimitadas, nada impede que você aposte mais de uma unidade por vez, sempre obedecendo o estudo realizado previamente.

Posso apostar em todas as modalidades?

Posso apostar em todas as modalidades?

A resposta principal é sim, porém isso depende da casa de aposta que você escolher, afinal, a prática profissional de esportes está presente nos quatro cantos do planeta e para praticamente todas as competições profissionais existe mercado nas principais casas de apostas esportivas.

Quais são as melhores casas de apostas no mercado brasileiro?

Quais são as melhores casas de apostas no mercado brasileiro?

Apesar de ser uma opinião particular, afinal, existem centenas de opções disponíveis no mercado, há algumas casas de apostas que já estão estabelecidas no Brasil, como a Bet365 e Sportingbet. Ambas já estão no gosto popular e por isso encabeçam uma lista das dez melhores casas. Veja abaixo as 10 melhores casas de apostas.

  • Bet365
  • Sportingbet
  • Betmotion
  • Sportsbet.io
  • Betano
  • Betfair
  • 1xbet
  • 22bet
  • Rivalo
  • Bodog

Aprenda a apostar em esportes

Aprenda a apostar em esportes

Está claro que para obter uma renda extra com as apostas online, é um investimento a longo prazo. Mas existe uma maneira de começar a apostar mesmo sem conhecimento e estudo, porém você precisará contratar um serviço de trading esportivo. E neste ponto você pode ter uma ajuda, é possível ter um acompanhamento personificado, com dicas e sugestões de apostas. Cada vez mais comum por aqui, existem especialistas e sites especializados em casas de apostas que prestam esse serviço de analise de dados, e consequentemente de ‘tips’, ou em bom português, de dicas para apostadores

Entre os principais sites que oferecem este tipo de serviço estão o Odd Shark, o Quero Apostar (QA) e o Futinvest. Os três trabalham com apostadores profissionais, que coordenam grups de dicas, mas o serviço é pago. Mesmo assim, se você não quer ter todo o trabalho de aprender sozinho, vale a pena o investimento, até você aprender como ter uma renda extra por meio das apostas esportivas.

E neste fim de 2020 o que não vai faltar são oportunidades para lucrar. No futebol as principais competições do planeta estão sendo disputadas, como Liga dos Campeões, Libertadores, Liga Europa, Copa Sul-Americana, e também os campeonatos Brasileiro, Argentino, Alemão, Espanhol, Italiano, Inglês, Francês e muito mais. Além disso, no Tênis há as opções de apostar nas principais competições chanceladas pela ATP e WTA. Os esportes americanos também estão presentes com a NFL, NBA, MLB, NHL, MLS, UFC e muito mais.

Portando o que não vai faltar é chance para você lucrar. Então clique no botão abaixo e faça sua inscrição para receber dicas e sugestões de apostas esportivas.

  • As origens da bet365 começam com Peter Coates, um nativo de Stoke-on-Trent e filho de um mineiro de carvão. Com o dinheiro que ganhou com um negócio de venda de comida em estádios de todo o país, ele comprou três casas de apostas locais
  • Pelo segundo ano consecutivo, a família Coates é a maior contribuinte do Reino Unido, de acordo com a lista anual de impostos do Sunday Times, publicada no final de janeiro

(David Segal/The New York Times News Service) – Em nenhum momento durante o jogo de futebol entre o Stoke City e o time visitante Watford, alguém disse: “O jogo desta noite é oferecido pela bet365”, uma das maiores empresas de apostas on-line do mundo. Ninguém precisava. Era bastante óbvio.

Leia também

Cards esportivos são o investimento do futuro

O jogo aconteceu no bet365 Stadium, onde “bet365” foi estampado em uma enorme fileira de assentos vermelhos, que estavam vazios por causa da pandemia. Anúncios em banner de LED com o logotipo verde e amarelo da bet365 piscavam e rolavam pelo perímetro do campo durante o jogo. E todos os jogadores do Stoke tinham a insígnia de bet365 estampada na frente de sua camisa. A empresa não patrocina apenas o time. A empresa é proprietária.

“Estamos vacilando um pouco”, disse Peter Coates, presidente da bet365 e do Stoke City, em uma entrevista por telefone algumas horas antes do jogo de janeiro. “Precisamos de uma vitória esta noite.”

Eles não conseguiram. O Watford venceu por 2-1 após mais de 90 minutos de jogo esporadicamente emocionante.

A bet365 sem dúvida teve uma noite muito melhor.

A empresa é privada e não informa seus lucros trimestrais. Mas os rivais de capital aberto anunciaram resultados e sugerem fortemente que os operadores de apostas on-line são um dos grandes vencedores na economia pandêmica. A gigante Flutter Entertainment anunciou em novembro que a receita das apostas esportivas aumentou mais de 30% no verão passado em relação ao verão anterior [no Hemisfério Norte]. O número médio diário de jogadores em todas as redes da empresa aumentou 40%.

Numa Inglaterra apaixonada por futebol, o jogo é uma das poucas emoções legalmente disponíveis para uma nação que está entediada, isolada e presa em casa. É a resposta britânica para o day trading no mercado de ações dos EUA, que cresceu durante a pandemia e deve crescer novamente com a chegada dos cheques da nova rodada de estímulos. Com uma eficiência que parece sombria e arbitrária, a covid-19 abateu milhões, mas deixou outros ilesos e, em alguns casos, mais ricos do que nunca.

O último grupo inclui executivos de um seleto grupo de empresas em uma variedade de áreas, incluindo e-commerce, como a Amazon, e entretenimento, como a Netflix. O jogo tem uma distinção singular nesta classe rarefeita. Grande parte de seus ganhos vêm diretamente de pessoas em dificuldades financeiras – e grande parte dessa pressão foi causada pelo jogo.

A Gordon Moody Association, uma instituição de caridade britânica que oferece tratamento residencial para viciados em jogos de azar, disse durante o verão que o número de ligações de apostadores que disseram se sentir suicidas recentemente quadruplicou. Um relatório da House of Lords descobriu no ano passado que 60% dos lucros da indústria vieram de 5% de seus clientes – ou seja, jogadores problemáticos ou em risco de desenvolver um problema.

O relato de um viciado

Pessoas como Lewis, um rapaz de 25 anos de Hampshire que pediu anonimato porque poucas pessoas sabem sobre a compulsão que ele ainda luta para controlar. Ele ganhou cerca de US$ 77.000 aos 16 anos com uma conta de apostas on-line e perseguiu o pico daquele sucesso original por anos. Desde 2016, disse ele, tem alternado entre a abstinência total e a mania total.

Para ele, a bet365 é o mais traiçoeiro dos muitos sites de apostas on-line, porque supera os restantes no fornecimento ao impulso constante de pessoas que querem apostar, dia e noite, em jogos que acontecem em qualquer parte do mundo.

“Um jogador está desesperado para se distrair e, durante o confinamento, não havia nada para me distrair”, disse ele. “Não posso encontrar amigos em um bar, não posso sair para comer fora. Você está em casa a cada segundo. Você acaba em um ciclo vicioso.”

Um personagem de romance

A indústria de apostas on-line há muito opera sob regras excepcionalmente tolerantes na Grã-Bretanha, muitas delas sistematizadas em 2005, com um conjunto de regulamentos que foi amplamente desenvolvido para lojas de apostas no varejo. Essa foi descrita como uma lei analógica para a era digital e é supervisionada pelo Departamento de Cultura, Mídia e Esporte, também conhecido como “Ministério da Diversão”.

Ao que tudo indica, nenhuma empresa lucrou mais sob este regime mão-leve do que a bet365. É por isso que o negócio é espetacularmente lucrativo.

Em 2019, a empresa informou em um documento anual que a filha de Coates, Denise Coates, a co-CEO, ganhou mais de US$ 420 milhões. Esse montante fez dela a executiva mais bem paga do país e a “mulher mais bem paga do mundo”, de acordo com o The Guardian. Isso é muitas vezes mais do que os CEOs de concorrentes de capital aberto e mais de 12.000 vezes o salário médio em Stoke-on-Trent, a cidade que se encontra em dificuldades, a 140 milhas ao norte de Londres, onde a sede da bet365.

A empresa fracassou no ano passado durante os meses em que os jogos de futebol foram suspensos na Grã-Bretanha, disse Peter Coates. A bet365 confiou em suas ofertas de cassino e encontrou alguns jogos de futebol na Bielo-Rússia e na Austrália. A receita voltou rapidamente quando o futebol foi retomado.

Denise Coates, 53 anos, raramente dá entrevistas e não respondeu às mensagens para esta reportagem. Ela foi descrita como intensamente reservada até mesmo para alguns rivais de longa data. Ela é o tipo de pessoa com quem se poderia encontrar em convenções ou associações.

“Ela é como um personagem saído de um romance de John le Carré, uma pessoa que você sabe que existe, mas que nunca conhece”, disse Ralph Topping, ex-CEO da William Hill, uma das maiores empresas de apostas do país. “Quando eu estava na William Hill, gostaríamos de ter sua opinião sobre assuntos importantes para a indústria. Mas nunca conversei com ela.”

A rainha da econometria

A jornada de Denise Coates para o auge do mercado de apostas começou depois que ela se formou com louvor em econometria pela Universidade de Sheffield e ingressou no negócio de serviços de refeição do seu pai, como contadora. Peter Coates era dono de algumas dezenas de lojas de apostas, essencialmente um negócio paralelo na época.

“Ela disse: ‘pai, essa é a coisa mais chata que já fiz’”, lembra Peter Coates. “Ela disse: ‘Quero administrar essas lojas para você’. E foi brilhante nisso.”

Ela enfeitou as lojas e abriu mais 15. Em 2000, ela adquiriu o domínio bet365 do eBay.

“Ela é muito motivada, sempre gosta de ser melhor do que qualquer outra pessoa”, disse Peter Coates. “Muita organizada, boa com as pessoas. Ela acabou por ser uma estrela.”

Apostas durante todo o jogo

O mundo que o pai atribui a Denise Coates se reflete em um anúncio de televisão da bet365 que foi veiculado antes do jogo Stoke-Watford. Ele apresentava o ator que virou vendedor Ray Winstone, que estava sentado na parte de trás de um sedan de luxo, vestido com um terno escuro, parando o trânsito e exalando facilidade e controle.

“Na bet365 estamos sempre inovando e criando”, disse ele com acentuado sotaque londrino, olhando para a câmera. Com o celular na mão, aparentemente pronto para fazer algumas apostas, ele verificou uma lista dessas inovações, incluindo algo chamado “apostas em jogo”.

As apostas durante o jogo permitem que os clientes apostem ao longo de um evento esportivo, em detalhes que têm pouca relação com o resultado. Quantos escanteios haverá no primeiro tempo de uma partida de futebol? Quantos jogadores serão expulsos? O que acontecerá primeiro durante um incremento de 10 minutos – uma cobrança lateral, uma cobrança de falta, um tiro de meta, outra coisa? Quando esses minutos expiram, o site abre apostas para os próximos 10 minutos.

“É como estar em um cassino”, disse Jake Thomas, um ex-executivo da indústria de jogos de azar que acompanhou o repórter, por telefone, por meio do site durante o jogo Stoke-Watford. “Por que esperar 90 minutos para saber se o seu time vai ganhar? Por que não começar a apostar um pouco na próxima cobrança de escanteio?”

Enquanto Thomas falava e os minutos passavam, as probabilidades de dezenas de apostas eram constantemente reavaliadas. Uma aposta de que o Stoke marcaria nos primeiros 30 minutos pagou 9-1 com pouco mais de 25 minutos de jogo. Um momento depois, como esse resultado parecia um pouco menos provável, a mesma aposta pagou 19-2.

A empresa disse que participa de 100.000 eventos ao longo do ano, em esportes e corridas ao redor do mundo – seja a tradicional corrida de cachorros galgos na Nova Zelândia, passando pelo tênis de mesa feminino na Ucrânia, e chegando ao torneio de golfe em Dubai. Existe até uma seção sobre política (George Clooney está atualmente com 100-1 para ganhar a presidência dos EUA em 2024).

A aposta no mundo virtual

Se nenhum evento ao vivo atrai os apostadores, os eventos virtuais dão um aceno. Essas são simulações geradas por vídeo de partidas de tênis; jogos de futebol, futebol americano, basquete e críquete; e assim por diante. Uma tarde, corridas de bicicleta em um velódromo virtual aconteciam a cada três minutos, cada uma durando cerca de um minuto.

Outros operadores de jogos de azar agora oferecem quase tudo o que pode ser encontrado no site da bet365. Mas os rivais dizem que Denise Coates e sua equipe lideraram o caminho.

“Estávamos sempre olhando para eles para ver o que estavam fazendo e como estavam fazendo”, disse Peter Nolan, ex-diretor de grupo da William Hill. “E na medida do possível, competimos com eles.”

Por causa dessa competição, fãs de 40 anos ou menos cresceram inundados com anúncios de apostas. O subtexto, e às vezes o próprio texto, era que futebol e apostas não andam apenas juntos – eles aprimoram um ao outro.

“Eu confiei nas mensagens que o futebol me enviou”, disse James Grimes, que perdeu US$ 140.000, dois empregos e todos os seus amigos antes de parar de jogar e fundar o Big Step, um grupo anti-jogo. “Um slogan que ouvi muito quando era criança da Sky Bet, uma empresa de apostas on-line, era ‘É mais importante quando há dinheiro nisso’. E eu acreditava nisso.”

A empresa dos lábios apertados

Stoke-on-Trent é bem conhecido pela cerâmica (é onde o reality show “The Great Pottery Throw Down” é filmado) mas hoje, com uma folha de pagamento de mais de 4.000 pessoas, é a bet365 e não a Wedgwood que é a maior empresa empregadora da cidade. Poucos funcionários, mesmo aqueles que são velhos de casa, conheceram Denise Coates. Sua reticência está incorporada na abordagem da empresa à mídia de notícias. Não tem uma assessoria de imprensa e ninguém respondeu às mensagens deixadas com os representantes do atendimento ao cliente, nem mesmo para dizer “Sem comentários”.

Em vez disso, depois de dar uma entrevista improvisada por telefone, Peter Coates ligou para dizer que encaminharia quaisquer perguntas às pessoas relevantes da bet365. Ele acrescentou, com bom humor, que falar com este repórter o colocou em “alguns problemas”.

As origens da bet365 começam com Peter Coates, um nativo de Stoke-on-Trent e filho de um mineiro de carvão. Com o dinheiro que ganhou com um negócio de venda de comida em estádios de todo o país, ele comprou três casas de apostas locais, essencialmente como um favor para o irmão de um empregado. A rede acabaria se expandindo para 35 lojas, estendendo-se de West Midlands a Liverpool.

Duas décadas atrás, depois de se tornar digital por insistência de Denise Coates, a empresa operava em uma cabine portátil perto de uma das casas de apostas. Era uma proposta mais complicada e cara do que a família havia inicialmente imaginado.

“Tivemos que encontrar cerca de 20 milhões de libras”, disse Peter Coates. “No início, perdemos muito dinheiro. Eram tempos preocupantes, mas senti que estávamos acumulando uma base de clientes e, finalmente, ultrapassamos a massa crítica de que você precisa.”

A última vez que a empresa apresentou um relatório financeiro, em dezembro de 2019, ele afirmou que o lucro operacional havia saltado 15% em relação ao ano anterior, para cerca de US$ 1 bilhão. Isso culminou em um período extremamente lucrativo para Denise Coates. A Forbes estimou recentemente seu patrimônio líquido em US$ 6,4 bilhões.

Campeões dos impostos

Pelo segundo ano consecutivo, a família Coates é a maior contribuinte do Reino Unido, de acordo com a lista anual de impostos do Sunday Times, publicada no final de janeiro de 2021. A família pagou o equivalente a US$ 785 milhões aos cofres do estado no ano passado. Denise Coates também criou a Denise Coates Foundation, que se concentra em saúde, pesquisa e caridade e, em sua publicação mais recente, relatou US$ 14 milhões em doações.

Discretamente, ela está comprando centenas de hectares na vizinha Cheshire e construindo o que o Daily Mail chamou de um “palácio de vidro” de US$ 125 milhões, junto com estábulos, uma quadra de tênis e um lago artificial de quase 7.000 metros quadrados.

Em Stoke, Denise Coates é aclamada e praticamente invisível. Ela oferece dinheiro para projetos cívicos, como fez quando a cidade precisava de fundos adicionais para erguer uma estátua para Arnold Bennett, um autor local que morreu há 90 anos. Só não espere que ela apareça na inauguração.

“Muitas pessoas que ganharam dinheiro em Stoke vão embora”, disse Fred Hughes, 80, um policial aposentado que compareceu à cerimônia da estátua de Bennett. “Esta é uma área bastante pobre e está sempre em busca de investimento externo. A família Coates é a exceção.”

Vencedores nem sempre são bem-vindos

O sucesso da bet365 deriva em grande parte da forma como mima os apostadores. Oferece, por exemplo, reembolso a quem apostar em um vencedor em jogo que termina sem gols (empates zero a zero enfurecem os apostadores.) E, em certas circunstâncias, a empresa pagará aos vencedores antes do final do jogo.

Isso não é exatamente altruísmo.

“A lógica do ponto de vista deles é que se você tiver seus ganhos antes do jogo terminar, você pode usar esse dinheiro para apostar novamente”, disse Warwick Bartlett, da Global Betting & Gaming Consultants.

A empresa é muito menos hospitaleira com outro tipo de cliente: vencedores consistentes. Brian Chappell disse que teve um desentendimento com a bet365 alguns anos atrás, depois de ganhar cerca de US$ 4.800 apostando em cavalos. Um pesquisador aposentado da área de saúde, Chappell disse que simplesmente estudou o esporte e entendeu as complexidades da cobertura bem o suficiente para sair na frente nas corridas semanais.

“Então, um sábado, fui fazer uma aposta e o máximo que podia apostar era 1,60 libra [cerca de US$ 2,20]”, disse ele. “Eles não dizem que isso vai acontecer – não há interação alguma. Apenas um dia, sua aposta é restrita.”

Depois de saber que outros encontraram obstáculos semelhantes na bet365 e em outros operadores, Chappell fundou o Justice for Punters – “punter” é uma gíria para apostador – para revidar.

“Eu chamo isso de estratégia de ‘proibição ou falência’”, disse ele, descrevendo o que chama de um modelo de negócios “incrível”: “Se você for bom, será banido. Se você for um inútil, terá um gerente VIP que o manterá jogando.”

O anti-jogo em campo

Os ativistas anti-jogo afirmam que esses estratagemas são apenas parte do problema, especialmente durante a pandemia.

“Os bloqueios aceleraram o crescimento do jogo on-line e aumentaram o uso de produtos mais viciantes”, disse Matt Zarb-Cousin, que dirige a Clean Up Gambling, uma organização sem fins lucrativos. “Isso significa que uma geração inteira está muito mais vulnerável ao vício do jogo”.

Sem novos regulamentos, nunca haverá separação entre futebol e apostas, dizem Zarb-Cousin e outros, porque os dois agora estão essencialmente fundidos. Cerca de 70% das equipes nas duas principais ligas inglesas ganham milhões usando logotipos dessas empresas de em seus uniformes. Mesmo os poucos donos de times de futebol que recusam o dinheiro vinda das apostas, a princípio, acabam pegando apenas por competir.

Forçados a jogar

Mark Palios, dono do Tranmere Rovers em Birkenhead, falou contra os operadores de jogos de azar como uma força maligna. Ele ficou chocado há duas temporadas quando a bet365 acabou com os direitos de transmissão de alguns jogos. A Football Association, que comercializa esses direitos, divide as receitas com os times da liga.

“E a bet365 decidiu que se você queria assistir aos jogos, você precisava ir ao site da empresa e se inscrever para abrir uma conta”, disse Palios.

“A empresa estava alavancando abertamente seu poder de mercado para obrigar as pessoas a jogar. Achei isso obsceno.”

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Abra sua conta na Ágora Investimentos

10 de abril de 2021 Matthew Pitt

Aqueles que desejam agregar valor às suas sessões de pôquer online neste fim de semana não precisam procurar além deste artigo. Há valor a ser obtido em partypoker, Unibet Poker, e Poker bet365.

Ganhe uma Parte de € 5.000 no Grande Sorteio Nacional da bet365

Vamos começar com o Sorteio da bet365 Grand National promoção porque você só tem até as 16h BST do dia 10 de abril para se envolver nela.

O Grand National é a maior corrida anual de corrida de cavalos, com mais de 600 milhões de pessoas assistindo ao desenrolar do evento. A corrida deste ano poderia ganhe uma parte de € 5.000 graças à promoção Grand National Sweepstake que decorre na bet365 poker.

Ganhar 100 pontos de status jogar qualquer forma de pôquer com dinheiro real na bet365 e você receberá uma rodada grátis no Roda de sorteio. A roda dá a você aleatoriamente um cavalo que está correndo no Grand National. Se ganhar, você compartilha € 5.000 com qualquer outra pessoa que também recebeu aquele cavalo. Há prêmios para quem terminar em segundo e terceiro também.

Cem pontos de status equivalem a apenas € 10 de rake, portanto, é muito viável mesmo em um curto espaço de tempo. Boa sorte!

Saiba mais sobre o Grand National Sweepstake

Ganhe até $ 500 com a promoção Coin Flips da partypoker

A partypoker lançou recentemente o Hot Tables, onde o dinheiro é adicionado aleatoriamente às mesas de cash game. O site também criou Coin Flips, que é um recurso contínuo que visa recompensar os jogadores de SPINS.

Jogar apenas cinco torneios sit & go com jackpot SPINS do mesmo valor garante a você um Coin Flip. Os prêmios da Coin Flip variam de entradas em freeroll a rodadas de cassino e até $ 500 em dinheiro vivo.

Seus prêmios dependem do buy-in de SPINS em que você ganha o Coin Flip; eles chamaram Bronze ($ 3 de buy-in), Prata ($ 5), Ouro ($ 10) e Platina ($ 20), com o último dando os prêmios mais suculentos.

PrêmiosBronze ($ 3) Prata ($ 5) Ouro ($ 10) Platina ($ 20) Prêmios diários em dinheiro $ 50, $ 25, $ 15 $ 150, $ 100, $ 50 $ 300, $ 150, $ 75 $ 500 $ 250, $ 125 Poker Spins Tickets $ 5 Spins $ 10 Spins $ 20 Spins $ 20 Spins Casino Rodadas grátis5 Spins8 grátis Spins grátis10 rodadas grátis20 dólares de torneio de rodadas grátis – T $ 1, T $ 0,50T $ 2, T $ 1 Coin Flip – Double Barrel $ 250 de premiação — Coin Flip – O vencedor leva todo o prêmio de $ 50 de $ 100 de premiação – Coin Flip – Todos ganham – prêmio de $ 500 –

Além disso, os novos clientes depositantes da partypoker podem reivindicar até € 40 em SPINS grátis e bilhetes de torneio, agregando ainda mais valor.

Jogue SPINS, ganhe moedas, ganhe prêmios

Junte-se às celebrações do sétimo aniversário do Unibet Poker

É difícil acreditar que o Unibet Poker foi lançado em sua própria rede autônoma sete anos atrás, mas sete anos atrás foi. Unibet Poker é comemorando seu aniversário com uma campanha de redução de dinheiro de um mês.

Setenta e três quedas de dinheiro são feitas em Mesas de jogos a dinheiro do Unibet Poker todos os dias e continue pousando até e incluindo 30 de abril. Esses drops contêm pontos de bônus, tíquetes HexaPro e tíquetes MTT.

Você nem mesmo precisa jogar apostas altas para ter a chance de ganhar um prêmio porque jogos de no-limit hold’em, pot-limit Omaha e Banzai a partir de apenas € 0,02 / € 0,04 são elegíveis para esta excelente promoção.

João deixou-se agarrar pelo jogo e acabou a achar que tinha sido "mesmo burro"

Agora que o jogo online está legislado em Portugal, o Observador conta a história de João, que arriscou, perdeu quase tudo e acabou a pedir ajuda aos Jogadores Anónimos.

A nova lei do jogo online entra em vigor a 28 de junho

FRANCK FIFE/AFP/Getty Images

Este artigo foi publicado originalmente a 4/5/2015 e republicado a 25/5/2016 quando foi atribuída a primeira licença para apostas desportivas na internet.

Tinha 18 anos quando começou a ir com 12 ou 13 amigos para o Casino do Estoril. Era pela brincadeira, mas o dinheiro que ganhava agarrou-o, a ele e a mais três. No início só lá ia às sextas-feiras, depois começou a ir às sextas e sábados, até que chegou a ir grande parte da semana. Fez o que nunca sonharia fazer: estar à porta do casino às 15h, à espera que abrisse. Perto dos 40 anos, largou essa vida para entrar no mundo virtual, no jogo online. Pediu vários empréstimos de quatro mil euros, apostava aos milhares, chegou a ganhar 46 mil euros em cinco dias e mal dormia. Vendeu uma empresa por 14 mil euros e enfiou o dinheiro no jogo. Pediu um empréstimo de 20 mil euros através da conta do pai e metade do dinheiro seguiu o mesmo destino. O jogo e a vida já se baralhavam, embora nunca tenha faltado nada em casa, garante.

A mulher sabia que ele jogava, mas nunca soube a dimensão e o volume das apostas. Ainda hoje não sabe. Ela aconselhou-o a entrar nos Jogadores Anónimos, mas ele não quis saber. João nem se lembra sequer de ter tido essa conversa. Em 2014, decidiu que precisava de ajuda e inscreveu-se finalmente no grupo. Mais: entregou os cartões de crédito à mulher. “Fui mesmo burro”, diz, sem pudor. Esta é a história de João, um homem casado, com uma filha, que temeu perder tudo. Hoje diz saber o valor do dinheiro e sente-se senhor do seu destino.

A nova lei, que dá as boas-vindas ao jogo online em Portugal, foi publicada dia 29 de abril em Diário da República. Veja aqui o Explicador que o Observador preparou sobre o tema.

PUB CONTINUE A LER A SEGUIR

“Há três anos que jogava no jogo online, mas metia pouco — eram 70, 80, 100 euros por mês. Quando recebia [o ordenado], metia lá dinheiro. Ia jogando. Quando perdia, só voltava a meter dinheiro no mês seguinte”, conta João ao Observador, num canto do terminal fluvial do Cais do Sodré. Existem vários sites online e cada um tem as suas regras, mas funcionam todos mais ou menos da mesma forma: cria-se uma conta, transfere-se dinheiro (o mínimo em alguns é 15 euros) e está-se apto a apostar. As casas de apostas ficam com uma percentagem dos lucros, algo que também acontece na hora de retirar o dinheiro da conta para o transferir para o mundo real.

“Em março de 2014 tive sorte: ganhei 46 mil euros em cinco dias. Fiquei a pensar que era fácil. A minha mulher sabia que eu jogava, mas inventei que tinha saído uma parte na raspadinha.” A seguir decidiu transferir o dinheiro da casa de apostas para a sua conta. Eram quase 45 mil euros e o site bet365, diz, bloqueou-lhe a conta. “Não posso apostar lá mais. Não me deixavam apostar mais de 12, 13 euros. Ou seja, enquanto andava a apostar 2.000 euros estava tudo bem, quando souberam que tirei o dinheiro…”, desabafa, indignado, como quem ainda não ultrapassou aquela mágoa.

As apostas de João eram maioritariamente no futebol. A estratégia era aventureira, difícil: apostar, durante um jogo, na equipa que estava a perder, acreditando que ia dar a volta ao jogo. “Há pessoas que estão a ver o jogo e analisam. Eu apostava pela estatística que o site me dava. Pelos remates, ataques, só com isso, sem conhecer sequer as equipas. Podiam ser do Japão, China…”

Durante os tais cinco dias gloriosos em que ganhou 46 mil euros, João mal dormiu. “Estava quase sempre com o telemóvel na mão. O telefone tinha de ser carregado cinco vezes por dia, ou às vezes tinha de estar sempre ligado à corrente.” Mas o facto de ver a sua conta ser bloqueada não lhe devolveu o sono, pois a seguir abriu uma outra na Betfair, outra casa de apostas online. Em dois dias chegou aos 20 mil euros – “fui perdendo até aos quatro mil e retirei”.

Mas o susto, esse maldito mensageiro que não tem por hábito bater à porta, chegaria. “Assustei-me passados sete dias [de ter ganho os 46 mil euros], porque as nossas apostas estão no histórico. Assustei-me com o valor, com o volume de apostas que fiz. Apostei 155 mil euros, e nesses cinco dias ganhei qualquer coisa como 200 mil euros, resultando daí os tais 46 mil euros.”

“Ainda hoje a minha mulher não sabe o valor das minhas apostas”

O dinheiro não tinha valor para ele. Tinha sede de jogar, estava cego, queria correr atrás do risco, da adrenalina, do prazer pelo incerto ou, quem sabe, de fazer de um qualquer Deus e prever o futuro. “Esta vida nunca me trouxe problemas. Ganhava x [de salário], pagava as despesas e colocava uma parte para o jogo. Às vezes não chegava e ia buscar mais um bocado. A minha mulher ainda hoje não sabe o volume das minhas apostas.”

E uma folha de excel, um recanto na memória ou uma gaveta por fechar com o número redondo que já perdeu, existe? Não. “Sinceramente não quero saber disso. O ano passado falei com a minha mulher e decidi que tinha de pedir ajuda. A questão é que ela pensava que eu ia ao casino gastar 50 ou 100 euros, que já era muito para ela. Mas eu gastava 1.000, 2.000…”

O jogo, diz, “é uma ilusão”. Para ganhar argumentos e uma teoria mais robusta sobre como chegou a este ponto, João agarra-se ao passado para explicar o presente. “Nunca pensei ir para a porta do casino às 15h, como se via tanta gente fazer. E, depois, dizia que lá ia uma ou duas horas e acabava por ficar 12. Quando abriu o casino de Lisboa, por exemplo, eu chegava a sair do Estoril às 20 para as três para vir a acelerar porque este fechava às quatro… aquilo não tem vantagem nenhuma.”

A certeza que agora se cola às palavras na recriminação ao passado serve também para refletir sobre a nova lei do jogo online. “Não muda nada para as pessoas. Eu acho que é só para impostos. E, depois, ou os prémios ficam mais baixos ou quando pagam retiram uma parte automaticamente para os impostos. Mas também já vi que haverá sites que vão suportar esse valor…”

Quando se toca na ferida, devagarinho, usando a palavra “viciado”, João não se encolhe, mas faz uma finta à Maradona e segue por outro lado. “Vai fazer um ano que estou nos Jogadores Anónimos. Até entrar achava que estava tudo bem. O meu medo foi não conseguir apostar só dez euros. Pensei que tinha de desligar disto. Agora teria de apostar algo como 500, 600, 1.000 euros.” Este agora ex-jogador de jogo online fala com desprendimento e sem reservas sobre essas reuniões que frequenta em Carcavelos, onde 20, 30 pessoas se encontram para falar de tudo, não só de jogo. Com algum peso na voz, João recorda um rapaz que por lá passou, mas pouco tempo. “Tem 23 anos e já jogava há dois. Falei um bocado com ele e ele contou-me que deixou de sair com a namorada e que não largava o computador. Às vezes nem jantava. Deixou de aparecer”, conta.

“Só fiz mal a mim”, assegura. “Nunca falhou nada em casa, mas podia ter outras coisas. Vejo ali pessoas, nos Jogadores Anónimos (JA), que me fazem pensar. Uns já estão bem, outros ainda não, mas há histórias de quem lá chegou com quatro euros no bolso para o mês inteiro e sem nada para comer — houve um que passou um mês a comer esparguete com atum. O meu caso não foi esse — eu tenho duas casas, dois carros e uma mota –, por isso às vezes devem pensar que sou maluco quando me ponho lá a falar.”

Esse grupo de ajuda já havia sido mencionado pela sua mulher, há três anos. Três anos. Mas ele não ouviu, não quis ouvir, não estava capaz de ouvir. A única melodia que entrava nos ouvidos de João era o som mágico do cifrão a bater no fundo da conta, ou a falhar o alvo. Agora, foi por ele. “Houve lá um dos JA a perguntar se já fiz o quarto passo — quanto gastei? –, mas não vou fazer isso. Uma coisa é certa: uma das duas casas que tenho estava paga de certeza. Fiz empréstimos às Cofidis, Cetelems, etc. Aquilo acabava-se de pagar e pedia outro. À Cofidis pedi quatro vezes 4.000 euros. Não foi para comer, foi para o jogo. Ainda devo 25.000 em empréstimos…”

João chegou até a pedir 20 mil euros através da conta do pai, porque ele usufruía de um juro mais baixo. “Metade foi para o jogo. Vendi uma empresa por 14 mil euros, foi tudo para o jogo. Acabava tudo por ir para lá. Só a minha mulher é que mexe na conta agora: entreguei-lhe os cartões e tenho um recarregável. Quando é necessário, ligo-lhe e ela mete 50 euros.”

“Os jogadores acabam por destruir muita coisa. Não só o dinheiro, mas também a família.”

Resignado, vencido, diz que o jogo é “mesmo sorte”, e que é preciso saber parar. Uma amiga que trabalha no casino contou-lhe uma história que empresta solidez a esta teoria, que coloca os ventos da sorte no centro do mundo. “Dois chineses, lado a lado, estavam a jogar ao Ponto e Banca. Um apostava 10.000 no ponto e saiu 31 vezes seguidas. O outro apostava três, quatro, cinco mil euros na banca, na esperança de virar. Ele perdeu uns 140 mil e o outro ganhou 300 mil. É sorte. Mas é como ela diz: ‘ele vai lá meter tudo outra vez’.”

O maior aliado, garante, foi a sua mulher. “Ela detesta jogo, é muito poupada. Por minha causa, então, tem pavores de jogo. Os jogadores acabam por destruir muita coisa, não só o dinheiro, mas também a família. Hoje percebo isso. Há dez meses não ligava a nada disso”, afiança. E, talvez por isso mesmo, por toda a luta que tem vivido, por toda a ajuda que tem recebido, levou a mal um pedido da mulher. “Pediu-me para ligar para aqueles números 808 para um concurso da televisão para ganhar 200 mil euros. Perguntei se estava a brincar comigo, porque aquilo era jogar! Antes teria perguntado quantas vezes queria que ligasse…”

Apesar de tudo, João tem ganho esta batalha e dá a voz para alertar as pessoas. Talvez sinta esta necessidade de abrir os olhos a outros que possam entrar no labirinto sem retorno que o jogo pode transformar-se. A seguir à conversa com o Observador, João tinha agendada uma outra com um aluno universitário, para o ajudar num trabalho. Agora tem mais sossego e a harmonia familiar toca noutro tom. “Agora ficamos a ver televisão à noite, já não tenho de ir para o computador. Agora papo as novelas todas”, diz, com um sorriso de quem quer ter o seu fado na palma da mão.



Publicar comentário
Interessante
05-05-2021
Casas de Apostas: ranking com as 20 melhores de 2020
Casas de Apostas: ranking com as 20 melhores de 2020

Todo apostador que se preze quer fazer jogadas relevantes e lucrar com elas...

01-05-2021
Loterias Caix‪a‬ +17
Loterias Caix‪a‬ +17

Agora jogar nas Loterias CAIXA ficou mais fácil...

07-05-2021
Loteria federal pela internet
Loteria federal pela internet

Olá apostadores, você sabe Como conferir o resultado da Loteria Federal?...

27-04-2021
Palpite Flamengo x Palmeiras Supercopa do Brasil
Palpite Flamengo x Palmeiras Supercopa do Brasil

Palpite Supercopa do Brasil: Flamengo x Palmeiras, em quem apostar? Campeões nacionais em 2021, Rubro-Negro e Alviverde disputam a final da Supercopa do Brasil em partida única...

21-04-2021
Conheça a estratégia para ganhar com apostas online
Conheça a estratégia para ganhar com apostas online

NOTA INTRODUTÓRIA: Aconselhamos a testarem esta estratégia numa Casa de Apostas online, legal e segura...

24-04-2021
Aposta Gratis Online: Todas as apostas sem depósito
Aposta Gratis Online: Todas as apostas sem depósito

Tudo sobre apostas grátis em sites de apostas: Por acaso você sempre se interessou por esse mundo de apostas e cassinos online, mas nunca teve coragem de realizar um depósito? Pois saiba que vários sites hoje em dia oferecem alguns bônus e apostas grátis para que os jogadores comecem a conhecer e a tomar gosto por esse mercado...